(11) 2232-7122
Tipos de Roteiros
Valor do Câmbio

08/ 12/2017 US$=R$ 3,45 Euros=R$ 4,05

Dicas para uma viagem segura

bolsa

A viagem de férias, especialmente as internacionais, deve ser preparada com antecedência. Para que este momento de alegria não se torne uma terrível dor de cabeça, é importante tomar providências internacionais necessárias para garantir sua segurança e tranquilidade.

A Platanus preparou alguns pontos para ajudar neste momento especial de sua vida:

 

PREPARANDO-SE PARA VIAJAR

- Esteja com todos os documentos em mãos ou na bagagem de mão (Passaporte, RG, Passagem ou Voucher). O passaporte (validade mínima de 6 meses a partir da data de embarque ) é o requisito básico para o viajante sair do país, pois identifica sua nacionalidade e assegura reconhecimento legal em qualquer lugar do mundo. Vale lembrar que alguns países da América do Sul como Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai não exigem passaporte dos brasileiros; basta apresentar RG original atualizado;

- Em longas viagens é recomendável o uso de roupas e sapatos confortáveis;

- Não coma em excesso e beba muito líquido;

- Preocupe-se com suas bolsas, carteiras, pacotes e malas. Não peça e não aceite que outras pessoas transportem suas malas;

- Chegue com 3 horas de antecedência nos voos internacionais e 2 horas para voos nacionais.

 

VISTO

- Ou autorização de entrada no país é outro fator importante. Os vistos mais comuns concedidos pelo mundo são:

Trânsito: que permite que o passageiro transite em determinado país entre a origem e o destino;

Turismo: quando o objetivo da viagem é o lazer;

Negócios: para quem for trabalhar no exterior;

Estudante: para quem for estudar fora;

Alemanha, Espanha e a maioria dos países europeus dispensam visto para turistas, fixando no período de no máximo 3 meses de permanência no país. Porém, para os Estados Unidos, Austrália e Canadá  é obrigatório ter visto. Acesse a lista completa de restrições no endereço. Para outros países consulte o site do Consulado.

 

CUIDANDO DA BAGAGEM

- Preparar as etiquetas de bagagem com todos os destinos a serem visitados;

- Identifique a sua bagagem com nome, endereço e telefone, ponha as etiquetas em lugares visíveis e também uma dentro da mala;

- A Declaração de Saída Temporária de Bens foi extinta. Esse documento era emitido antes do embarque, a pedido do turista, para comprovar que ele já era dono dos equipamentos importados levados na viagem. Era a melhor forma de prevenir eventuais confusões na alfândega – como o fiscal da Receita alegar que o produto fora comprado naquela temporada no exterior;

- Para não correr o risco de pagar imposto por algo que você já tinha, leve a nota fiscal do equipamento;

- Se você não tiver o comprovante, melhor deixar o eletrônico em casa; essa regra não se aplica a produtos nacionais;

- Para viagens internacionais, é permitido dois volumes que não excedam 32 Kg cada e mais uma bagagem de mão de 5Kg. Para as nacionais, um volume de 23 Kg, fora a bagagem de mão.

- Em casos de voos internos na Europa ou demais países, é necessário consultar a companhia aérea.

 

DINHEIRO

- Ligue para a sua operadora de cartões de crédito e diga que eles poderão ser usados no exterior durante o período de sua viagem;

- Ligue para a operadora de celular e desbloqueie o roaming internacional;

- Não é aconselhável que você ande com todo seu dinheiro no bolso. Procure guardá-lo em cofres no hotel;

- Em viagem ao exterior, procure levar Traveller’s checks, todo o banco tem departamento de câmbio e fará a conversão na hora, os cartões de crédito internacionais são bem aceitos. O dólar é aceito internacionalmente.

- Uma outra possibilidade é a compra de um cartão de débito pré-pago.

 

DURANTE A VIAGEM (AVIÃO)

- Escolha roupas e calçados confortáveis para usar no dia da viagem. Mesmo se for para algum lugar quente, não se esqueça de levar um casaco a bordo para se proteger do frio do ar-condicionado. Algumas pessoas sentem dor de ouvido principalmente no momento do pouso e da decolagem. Simular bocejos ou mascar alguma coisa ajuda a aliviar o desconforto. Para quem costuma sentir enjoos, leve o remédio habitual. Relaxar e respirar pausadamente também ajuda a diminuir a sensação de náusea.

- Evite ingerir bebidas alcoólicas antes da viagem, já que a altitude potencializa os efeitos do álcool.

 

REMÉDIOS

- Leve remédios e receitas médicas (principalmente em caso de uso de remédio controlado) na viagem de acordo com suas necessidades. Mas se for ao exterior, fazer um seguro saúde é a melhor opção.

 

SEGURO-SAÚDE

É necessário contratar um seguro-saúde. Em alguns países da Europa que fazem o Tratado de Schegen ( Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, países baixos, Portugal e Suécia ) é exigida uma apólice com cobertura mínima de 30 mil euros para permitir a entrada no país.

 

NO HOTEL

- Cuidado com os aparelhos eletrônicos, saiba primeiramente qual é a voltagem do lugar (levar adaptador é uma solução simples para esse problema).

- No primeiro passeio, antes de sair, peça um cartão do hotel. Se você se perder, mostre o cartão e tudo estará resolvido.

 

ALIMENTAÇÃO

- Comece com pratos leves e vá se habituando aos poucos.

 

HORÁRIOS:

- Antes do seu embarque, verifique os horários de funcionamento do comércio, dos bancos, museus, atrações e restaurantes. Eles variam de lugar para lugar, você pode correr o risco de ficar de fora.

- Na hora de voltar – no mínimo 3 dias antes do seu retorno ao Brasil, reconfirme na Cia Aérea a sua reserva.

 

 ESCALA OU CONEXÃO?

- Na hora de comprar a sua passagem, você verá que alguns voos são diretos para o destino escolhido e outros têm conexão ou escala em outras cidades.

- Em voos com conexão, o passageiro desembarca da aeronave em outra cidade e embarca em outro avião rumo ao destino final. Se este for o seu caso, siga as indicações dos agentes aeroportuários. Eles indicam aos “passageiros em trânsito” o portão e o horário de embarque do próximo voo. Nos voos nacionais e internacionais, as malas são transferidas para outra aeronave pelos próprios funcionários da companhia aérea. Portanto, não é preciso se preocupar com a sua.

- Nos voos com escala, o avião aterrissa em uma ou mais cidades antes do destino final, para desembarque e embarque de outros passageiros. Porém, não é preciso deixar a aeronave.

 

COMPRAS

- Quem viaja de avião para o exterior pode gastar, no máximo, US$ 500 em compras, sob pena de pagar multa de 50% sobre o valor excedente (por navio ou via terrestre, a cota de isenção cai para US$ 300). A parte boa é que, desde outubro de 2010, celulares, máquinas fotográficas, relógios, roupas, sapatos e cosméticos não precisam ser declarados. A Receita Federal classifica esses objetos como de uso pessoal e, por isso, não entram na cota de isenção. Em compensação, para qualquer item há um controle sobre o número de unidades.

 

 FREESHOP

- Você pode gastar mais US$ 500 no Duty Free (free shop) brasileiro, no momento em que retornar ao Brasil, além da cota de US$ 500 de produtos trazidos do exterior. Produtos adquiridos antes da partida ou em free shop no exterior não entram nessa cota extra e são tratados como bagagem comum. Isso significa que pode ser melhor deixar para comprar aqui itens com preços parecidos aos praticados fora.

 

Apoio e Parceiros

Platanus Turismo — 2017 © Todos os direitos reservados