(11) 2232-7122
Tipos de Roteiros
Valor do Câmbio

08/ 12/2017 US$=R$ 3,45 Euros=R$ 4,05

Madre Teresa de Calcutá será canonizada em setembro

madre_teresa_calcutaO Papa Francisco anunciou  que a canonização de Madre Teresa de Calcutá vai ser celebrada no dia 4 de setembro. A decisão foi tomada depois de um consistório ordinário (reunião de cardeais) para votar cinco causas de canonização. Na mesma data será celebrado o Jubileu dos Voluntários e Trabalhadores da Misericórdia.

O milagre que elevará Madre Teresa à glória máxima dos altares foi reconhecido pelo Vaticano e atribuído à futura santa pela cura inexplicável de um brasileiro, hoje com 40 anos, afetado por uma grave doença no cérebro. O milagre foi aprovado em dezembro de 2015.

Ganxhe Bojaxhiu, a Madre Teresa, nasceu a 26 de agosto de 1910, em Skopje (Macedônia), pequena cidade com cerca de vinte mil habitantes então sob domínio otomano, no seio de uma família católica que pertencia à minoria albanesa, no sul da antiga Iugoslávia.

A 25 de dezembro de 1928 partiu de Skopje rumo a Rathfarnham, na Irlanda, onde se situa a Casa Geral do Instituto da Beata Virgem Maria, para abraçar a Vida Religiosa, com o ideal de ser missionária na Índia. Foi em Dajeerling, numa casa da Congregação fundada pela missionária Mary Ward, onde escolheu o nome de Teresa.

A beata absorveu o estilo de vida bengali e, posteriormente, transmitiu-o às suas religiosas, quando fundou as Missionárias da Caridade.

Vestida com um sari branco, debruado de azul, a imagem com que o mundo se habituou a vê-la, Madre Teresa centrou seu trabalho nas ruas de Calcutá onde os pobres morriam todas as noites.

Rapidamente as Missionárias da Caridade chegaram a milhares de religiosas em 95 países.

Quando visitou a Índia, em 1964, Paulo VI recebeu pessoalmente Madre Teresa e 22 anos depois João Paulo II incluiu, no programa da viagem apostólica no país, uma visita à ‘Nirmal Hidray’, a ‘Casa do Coração Puro’, fundada pela religiosa e conhecida, em Calcutá, como a ‘Casa do Moribundo’..

Madre Teresa faleceu no dia 5 de setembro de 1997, na casa geral da congregação que fundou, em Calcutá, aos 87 anos de idade. Ela foi vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 1979.

Foi beatificada por João Paulo II em 19 de outubro de 2003, depois dele ter autorizado que o processo decorresse sem esperar pelos cinco anos após a morte exigidos pela lei canônica.

Apoio e Parceiros

Platanus Turismo — 2017 © Todos os direitos reservados